quinta-feira, 25 de maio de 2017

FUNCIONÁRIOS DA CTI TAUBATÉ DESCOBREM UBATUBA GRAÇAS AO INDUSTRIAL FELIX GUISARD .

Felix  Guisard  durante  uma   pescaria em Ubatuba SP

 “A empresa contava com diversas atividades voltadas ao lazer, no entanto, o que fez mais sucesso entre os funcionários da CTI foi a Colônia de Férias em Ubatuba. As férias coletivas aconteciam geralmente no mês de junho. Todos os operários e suas famílias eram convidados pela fábrica a passarem os dias de folga à beira, sendo todo o passeio custeado pela empresa.


MEMÓRIAS... DO CANHÃO


Meu pai, Nery José Dias sentado ao lado do canhão, meu tio Walter João Ballak logo a frente de chapéu! ( Foto do arquivo pessoal de Eduardo José Dias)


Isso tudo aconteceu nos áureos tempos em que o porto da Prainha era o mais importante da cidade, a rua Baltazar Fortes se chamava rua do Cuá, a rua prof. Thomaz Galhardo se chamava José Adornos, o campo de aviação era na praia do Cruzeiro, o casarão era bar e bilhar Budapeste e etecetera e tal.
 



segunda-feira, 22 de maio de 2017

RUA FELIX GUISARD







Atual rua Felix Guisard Ubatuba São Paulo Brasil
Residência após o Sobrado do Porto, propriedade no século​ XIX do Capitão Ignácio Nunes Pereira, capitalista e dono de diversas áreas em Ubatuba dentre as quais o atual Jardim Samambaia.atual prédio da Sucolândia, prédio do Virou Moda ,etc



Antiga residência de Miguel Pires Nobre hoje Escola Dr. Esteves da Silva


Ubatuba SP Brasil 
Residência de Miguel Pires Nobre onde atualmente funciona a Escola Estadual Dr. Esteves da Silva .Era uma grande Chácara, porém o Rio Grande que margeia a propriedade foi invadindo a área confrontante diminuindo em muito o espaço original.



quinta-feira, 18 de maio de 2017

Banho de mar das caiçaras




    
         A água é um dos ambientes preferidos do ser caiçara. Sempre foi questão de sobrevivência se dar bem com a água, sobretudo com o mar (conhecer a marés, as correntes, os cheiros e tantos outros aspectos).
 

EUGENIO INOCÊNCIO E O RUSSO VITOR OVO




      Eugênio Inocêncio, um parente muito próximo, filho da Maria Balbina, do Mar Virado, era um negro claro de olhos verdes. Ilhéu da gema. Boa parte da vida passou na Ilha do Mar Virado; a outra boa parte viveu morando na Ilha da Vitória, que pertence ao arquipélago da Ilha de São Sebastião, mas é mais próxima dos ubatubanos nas relações de amizade e de comércio.